Cada um deles tinha seis asas e era cheio de olhos, tanto ao redor como por baixo das asas. Dia e noite repetem sem cessar: "Santo, santo, santoé o Senhor, o Deus todo-poderoso, que era, que é e que há de vir". Apocalipse 4.8
Leitura/Pesquisa
Participe da nossa comunidade
Facebook
Twitter