E eles serão meus, diz o Senhor dos exércitos, minha possessão particular naquele dia que prepararei poupá-los-ei, como um homem poupa a seu filho, que o serve. Malaquias 3.17
Leitura diária na versão Revisada - Português


Ezequiel 29
Ezequiel 30
Apocalipse 1

Ezequiel 29


1
No décimo ano, no décimo mês, no dia doze do mês, veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:
2
Filho do homem, dirige o teu rosto contra Faraó, rei do Egito, e profetiza contra ele e contra todo o Egito.
3
Fala, e dize: Assim diz o Senhor Deus: Eis-me contra ti, ó Faraó, rei do Egito, grande dragão, que pousas no meio dos teus rios, e que dizes: O meu rio é meu, e eu o fiz para mim.
4
Mas eu porei anzóis em teus queixos, e farei que os peixes dos teus rios se apeguem às tuas escamas e tirar-te-ei dos teus rios, juntamente com todos os peixes dos teus nos que se apegarem as tuas escamas.
5
E te lançarei no deserto, a ti e a todos os peixes dos teus rios sobre a face do campo cairás não serás recolhido nem ajuntado. Aos animais da terra e às aves do céu te dei por pasto.
6
E saberão todos os moradores do Egito que eu sou o Senhor, porque tu tens sido um bordão de cana para a casa de Israel.
7
Tomando-te eles na mão, tu te quebraste e lhes rasgaste todo o ombro e quando em ti se apoiaram, tu te quebraste, fazendo estremecer todos os seus lombos.
8
Portanto, assim diz o Senhor Deus: Eis que eu trarei sobre ti a espada, e de ti exterminarei homem e animal.
9
E a terra do Egito se tornará em desolação e deserto e saberão que eu sou o Senhor. Porquanto disseste: O rio é meu, e eu o fiz
10
por isso eis que eu estou contra ti e contra os teus rios e tornarei a terra do Egito em desertas e assoladas solidões, desde Migdol de Sevené até os confins da Etiópia.
11
Não passará por ela pé de homem, nem pé de animal passará por ela, nem será habitada durante quarenta anos.
12
Assim tornarei a terra do Egito em desolação no meio das terras assoladas, e as suas cidades no meio das cidades assoladas ficarão desertas por quarenta anos e espalharei os egípcios entre as nações, e os dispersarei pelos países.
13
Pois assim diz o Senhor Deus: Ao cabo de quarenta anos ajuntarei os egípcios dentre os povos entre os quais foram espalhados.
14
E restaurarei do cativeiro os egípcios, e os farei voltar à terra de Patros, à sua terra natal e serão ali um reino humilde
15
mais humilde se fará do que os outros reinos, e nunca mais se exalçará sobre as nações e eu os diminuirei, para que não mais dominem sobre as nações.
16
E não será mais a confiança da casa de Israel e a ocasião de ser lembrada a sua iniqüidade, quando se virarem para olhar após eles antes saberão que eu sou o Senhor Deus.
17
E sucedeu que, no ano vinte e sete, no mês primeiro, no primeiro dia do mês, veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:
18
Filho do homem, Nabucodonozor, rei de Babilônia, fez com que o seu exército prestasse um grande serviço contra Tiro. Toda cabeça se tornou calva, e todo ombro se pelou contudo não houve paga da parte de Tiro para ele, nem para o seu exército, pelo serviço que prestou contra ela.
19
Portanto, assim diz o Senhor Deus: Eis que eu darei a Nabucodonozor, rei de Babilônia, a terra do Egito assim levará ele a multidão dela, como tomará o seu despojo e roubará a sua presa e isso será a paga para o seu exército.
20
Como recompensa do serviço que me prestou, pois trabalhou por mim, eu lhe dei a terra do Egito, diz o Senhor Deus.
21
Naquele dia farei brotar um chifre para a casa de Israel e te concederei que abras a boca no meio deles e saberão que eu sou o Senhor.

topo

Ezequiel 30


1
De novo veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:
2
Filho do homem, profetiza, e dize: Assim diz o Senhor Deus: Gemei: Ah! aquele dia!
3
Porque perto está o dia, sim, perto está o dia do Senhor dia de nuvens será, o tempo das nações.
4
E uma espada virá ao Egito, e haverá angústia na Etiópia, quando caírem os traspassados no Egito o seu povo será levado para o cativeiro e serão destruídos os seus fundamentos.
5
Etiópia, e Pute, e Lude, e todo o povo da Arábia, e Cube, e os filhos da terra da aliança cairão juntamente com eles à espada.
6
Assim diz o Senhor: Também cairão os que sustêm o Egito, e descerá a soberba de seu poder desde Migdol até Sevené cairão nela à espada, diz o Senhor Deus.
7
E ficarão desolados no meio das terras assoladas e as suas cidades estarão no meio das cidades desertas.
8
E saberão que eu sou o Senhor, quando eu puser fogo ao Egito, e forem destruídos todos os que lhe davam auxílio.
9
Naquele dia sairão mensageiros de diante de mim em navios, para amedrontarem os etíopes descuidados e sobre eles haverá angústia, como no dia do Egito pois eis que já vem.
10
Assim diz o Senhor Deus: Também farei cessar do Egito a multidão, por mão de Nabucodonozor, rei de Babilônia.
11
Ele e o seu povo com ele, os terríveis dentre as nações, serão introduzidos para destruírem a terra e desembainharão as suas espadas contra o Egito, e encherão a terra de mortos.
12
E eu secarei os rios, e venderei a terra, entregando-a na mão dos maus, e assolarei a terra e a sua plenitude pela mão dos estranhos eu, o Senhor, o disse.
13
Assim diz o Senhor Deus: Também destruirei os ídolos, e farei cessar de Mênfis as imagens e não mais haverá um príncipe na terra do Egito e porei o temor na terra do Egito.
14
E assolarei a Patros, e porei fogo a Zoã, e executarei juízos em Tebas
15
e derramarei o meu furor sobre Pelúsio, a fortaleza do Egito, e exterminarei a multidão de Tebas
16
também atearei um fogo no Egito Pelúsio terá angústia, Tebas será destruída, e Mênfis terá adversários em pleno dia.
17
Os mancebos de Om e Pi-Besete cairão à espada, e estas cidades irão ao cativeiro.
18
E em Tapanes se escurecerá o dia, quando eu quebrar ali os jugos do Egito, e nela cessar a soberba do seu poder quanto a ela, uma nuvem a cobrirá, e suas filhas irão ao cativeiro.
19
Assim executarei juízos no Egito, e saberão que eu sou o Senhor.
20
E sucedeu no ano undécimo, no mês primeiro, aos sete do mês, que veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:
21
Filho do homem, eu quebrei o braço de Faraó, rei do Egito e eis que não foi atado para se lhe aplicar remédios curativos, nem se lhe porão ligaduras para o atar, para torná-lo forte, a fim de pegar na espada.
22
Portanto assim diz o Senhor Deus: Eis que eu estou contra Faraó, rei do Egito, e quebrarei os seus braços, assim o forte como o que já foi quebrado e farei cair da sua mão a espada.
23
E espalharei os egípcios entre as nações, e os dispersarei pelas terras.
24
Mas fortalecerei os braços do rei de Babilônia, e pôr-lhe-ei na mão a minha espada quebrarei, porém, os braços de Faraó, e diante daquele gemerá como quem está mortalmente ferido.
25
Eu sustentarei os braços do rei de Babilônia, mas os braços de Faraó cairão e saberão que eu sou o Senhor, quando eu puser a minha espada na mão do rei de Babilônia, e ele a estender sobre a terra do Egito.
26
E espalharei os egípcios entre as nações, e os dispersarei pelas terras saberão assim que eu sou o Senhor.

topo

Apocalipse 1


1
Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer e, enviando-as pelo seu anjo, as notificou a seu servo João
2
o qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, de tudo quanto viu.
3
Bem-aventurado aquele que lê e bem-aventurados os que ouvem as palavras desta profecia e guardam as coisas que nela estão escritas porque o tempo está próximo.
4
João, às sete igrejas que estão na Ásia: Graça a vós e paz da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono
5
e da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dos mortos e o Príncipe dos reis da terra. Àquele que nos ama, e pelo seu sangue nos libertou dos nossos pecados,
6
e nos fez reino, sacerdotes para Deus, seu Pai, a ele seja glória e domínio pelos séculos dos séculos. Amém.
7
Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até mesmo aqueles que o traspassaram e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém.
8
Eu sou o Alfa e o èmega, diz o Senhor Deus, aquele que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso.
9
Eu, João, irmão vosso e companheiro convosco na aflição, no reino, e na perseverança em Jesus, estava na ilha chamada Patmos por causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus.
10
Eu fui arrebatado em espírito no dia do Senhor, e ouvi por detrás de mim uma grande voz, como de trombeta,
11
que dizia: O que vês, escreve-o num livro, e envia-o às sete igrejas: a Éfeso, a Esmirna, a Pérgamo, a Tiatira, a Sardes, a Filadélfia e a Laodicéia.
12
E voltei-me para ver quem falava comigo. E, ao voltar-me, vi sete candeeiros de ouro,
13
e no meio dos candeeiros um semelhante a filho de homem, vestido de uma roupa talar, e cingido à altura do peito com um cinto de ouro
14
e a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve e os seus olhos como chama de fogo
15
e os seus pés, semelhantes a latão reluzente que fora refinado numa fornalha e a sua voz como a voz de muitas águas.
16
Tinha ele na sua destra sete estrelas e da sua boca saía uma aguda espada de dois gumes e o seu rosto era como o sol, quando resplandece na sua força.
17
Quando o vi, caí a seus pés como morto e ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo: Não temas eu sou o primeiro e o último,
18
e o que vivo fui morto, mas eis aqui estou vivo pelos séculos dos séculos e tenho as chaves da morte e do hades.
19
escreve, pois, as coisas que tens visto, e as que são, e as que depois destas hão de suceder.
20
Eis o mistério das sete estrelas, que viste na minha destra, e dos sete candeeiros de ouro: as estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete candeeiros são as sete igrejas.

topo
Participe da nossa comunidade
Facebook
Twitter